Cesar’s Tips – Seu cachorro à prova de recessão – 11 dicas

Nossa… confesso que não imaginei o peso do encargo ao qual me incumbia quando me predispus a traduzir e adaptar os textos do Cesar para o português. Espero fazer jus ao conteúdo e à cruzada a qual ele – e eu – defendemos.

Neste texto, o Cesar dá algumas dicas de como baratear os custos na criação de seu animalzinho. Texto foi publicado em um cenário bastante oportuno, em um contexto de crise global no qual diversos países entraram em recessão. Algumas dessas dicas, entretanto, carregam elementos que só existem ou funcionam nos Estados Unidos…….. nada que não possa ser adaptado à realidade brasileira😉

Cesar’s Tips – Seu cachorro à prova de recessão – 11 dicas

Ter ou adotar um cão pode custar caro sob qualquer circunstância. Entre o preço da comida, gastos com remédio, parafernália de animais de estimação, treinamento e estadia, os orçamentos mensais podem chegar aos céus com a adição de um amigo de quatro patas à família.

Mas, mesmo neste tempo de crise econômica, você pode encontrar caminhos para cuidar de seu leal companheiro sem quebrar um banco!

  1. Despesas Médicas – Se o dinheiro começar a ficar escasso, inesperados problemas médicos podem representar um grande dilema. Mas, assim como você pode fazer um plano de saúde para os outros membros de sua família, o plano de saúde para animais pode salvar seu cuidadoso orçamento ao suportar os gastos com cuidados médicos no dia-a-dia, bem como quaisquer imprevistos que possam surgir no futuro.
  2. Embelezamento – Se você não tiver um “cãobelereiro” no qual confie, considere verificar abrigos locais ou grupos de jovens que podem ter “Lavadores de Cães” como meio de angariar fundos. E quando as dificuldades te derem um empurrãozinho, um banho em casa, seguido de uma toalha seca e uma gentil escovada, pode ser uma maravilhosa maneira de demonstrar seu carinho ao seu cão após uma longa caminhada!
  3. Licenças para cachorros de baixa renda (essa não cabe ao Brasil, mas segue traduzido mesmo assim) – Alguns bairros oferecem a famílias de baixa renda uma mãozinha nas taxas envolvidas no licenciamento do animal de estimação, afim de incentivar o registro deles na cidade. Ao preencher alguns formulários simples, pode ser que você esteja apto a receber uma licença mais barata por apenas $6!
  4. Vacinas – Para as vacinas que precisam ser administradas anualmente, assim como as de raiva, verifique se algum dos abrigos locais para animais não tem clínicas que ofereçam vacinas mais baratas que as das clínicas normais.
  5. Serviços de Castração / Neutralização – Como um esforço para conter a superpopulação de animais, muitas organizações oferecem serviços de castração / neutralização profissionais completamente gratuitos para famílias que não podem arcar com o procedimento. Para obter mais informações sobre estes programas, visite SpayUSA.org (este site serve apenas nos EUA obviamente)
  6. Alimentos – Seja consistente nas porções que você dá ao seu cão e nunca ceda aos pedidos de comida extra ou aos petiscos na mesa de jantar. Exceder na comida vai queimar seus estoques de alimentos rapidamente, e um cachorro que come demais sofre maiores riscos à saúde que um cão que possui alimentação balanceada.
  7. Assistência Odontológica – Você não precisa gastar muito para manter os cortadores de carne do seu cachorro perolados e brancos! A prevenção é a chave. Consulte seu veterinário para determinar o método de limpeza “faça você mesmo” que melhor se aplica ao seu cão.
  8. Recorte de Cupons – Cupons para tudo o que você desejar estão disponíveis em seu jornal local de domingo, incluindo tanto alimentos quanto brinquedos para cães. E jornais para amantes de animais (incluindo os do Cesar) ocasionalmente realizam promoções de produtos na forma de cupons exclusivos. (aqui vai uma dica minha: sites de compras coletivas, como Peixe Urbano e ClickOn, vem recheados de promoções de pet shops).
  9. Entre para o Clube! – O American Kennel Club (AKC) tem uma lista dos clubes nacionais (nos EUA) de diversas raças puras de cães. Muitos desses clubes oferecem programas de assistência financeira aos proprietários desses cães. (again, adaptação brasileira: os clubes brasileiros devem ter acordos comerciais e parcerias com empresas produtoras de itens para cães e pet shops, onde você pode adquirir descontos na compra de produtos e serviços).
  10. Obtenha um RG – A recessão resultou em um aumento nos roubos de animais, de acordo com a MSNBC (rede de notícias 24H da TV paga americana). Os de raça pura e os “designer dogs” (cachorros resultantes do cruzamento de duas matrizes puras) são os que sofrem maiores riscos, mas nenhum cachorro está completamente a salvo. Fique de olho nos seus bichinhos e não se esqueça de fazer uso de sua identificação (nos EUA existe a possibilidade de implantar um chip de identificação nos cães, chip capaz de localizá-los via GPS inclusive).
  11. Tenha uma Conversa Franca com seu Veterinário – Pergunte aos funcionários de seu veterinário sobre os programas de ajuda financeira, descontos ou promoções que estão disponíveis em sua região para pessoas com as suas necessidades específicas. É uma aposta segura que eles terão algumas idéias para você – acredite, eles já terão passado por essa estrada muitas e muitas vezes!

Para ler este texto no original, acesse: http://www.cesarsway.com/tips/basics/recession-proof-your-dog-11-tips

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s