Cães Famosos – Lassie

Lassie é, possivelmente, o animal mais famoso de toda a história do cinema e da televisão mundial. Foram feitos diversos livros, adaptações para cinema e séries de TV, atribuindo à personagem uma fama que já dura mais de 50 anos.

Ela apareceu, pela primeira vez, em um conto publicado no Saturday Evening Post, escrito pelo autor anglo-britânico Eric Knight em 1938. A história virou livro em 1940 e filme em 1943, quando a MGM (Metro – Goldwyn – Mayer) fez sua adaptação para o cinema, chamada Lassie Come Home (“Lassie e a Força do Coração” no Brasil… tudo haver!). No filme, dirigido por Fred M. Wilcox, a cadela é vendida por sua família, que está com sérios problemas financeiros. Porém, sua lealdade e amor aos que a criaram faz Lassie viajar 1.000 milhas para retornar à casa de seus verdadeiros donos.

O sucesso desse filme não se deu apenas pelas excelentes atuações de Roddy McDowall, então com 15 anos, e Elizabeth Taylor, com 9 anos. O collie escolhido para o papel também deu seu show à parte. Pal, um macho, foi treinado pelo instrutor Rudd Weatherwax e apareceu como Lassie em outros 6 filmes rodados pela MGM. O cão também fez o seu papel em rodeios, feiras e eventos similares por toda a América nos anos 50.

Os Filmes Antes da Série

Depois de Lassie Come Home vieram mais seis lançamentos antes da série de TV. Temos, em 1945, “Son of Lassie” (O Filho de Lassie), vivido durante a II Guerra Mundial por Joe Carraclough, agora adulto e piloto da RAF, e Laddie, filho de Lassie, que secretamente se aloja no avião de seu dono. Em 1946 vem Courage of Lassie (A Coragem de Lassie), protagonizado pelo cão Bill, que perde a memória ao ser atropelado por um carro. Encontrado pelo Exército, ele é tratado e treinado para matar japoneses durante a Guerra. Traumatizado, ele foge, e sua raiva o põe pronto para atacar qualquer coisa em seu caminho. Ao encontrar Kathie Merrick, ele se recupera de todos os problemas.

Hills of Home (Mundo de Lassie, 1948) é considerado o mais fraco dos seis filmes, no qual a cadela fica no meio de uma luta entre um pai severo e um filho que quer entrar para a escola de medicina. Em 1949, a MGM lança “Challenge to Lassie” (O Desafio de Lassie), inspirado no livro “Greyfriars Bobby”, de Eleanor S. Atkinson, uma história real ocorrida na Escócia de 1860, quando Jack Gray foi morto por ladrões em Edimburgo e seu cachorro permaneceu numa vigília constante ao lado de sua sepultura. Ainda em 49 temos “The Sun Comes Up” (sem nome em português), que narra as aventuras de Lassie num ambiente rural, acompanhada de uma viúva e um menino órfão. No embalo, surge a novela para rádio “Lassie Radio Show”, veiculada ao longo de todo o ano.

Lassie reaparece, em 1951, no longa “The Painted Hills” (Lassie nas Planícies de Ouro), que mostra a cadela se tornando uma vingadora implacável a qual não descansa enquanto não levar o assassino do seu dono à Justiça. Este foi sétimo e o último filme sobre ela produzido pela MGM.

O Grande Seriado para TV

Em 1954, Lassie iniciou uma das séries mais bem sucedidas da televisão mundial. Por 19 anos, vários descendentes do cão Pal protagonizaram seus episódios e o show passou por diversos formatos. O primeiro mostrava a amizade entre Jeff Miller, de 11 anos, e sua cadela de estimação. Jeff vivia em uma humilde fazenda com sua mãe e seu avô e herdou Lassie quando seu vizinho morreu. A partir de então a garota ajuda os Miller em suas aventuras.

Ao final da quarta temporada, o ator mirim Tommy Rettig quis sair do programa e os roteiristas tiveram que reformular seu conteúdo. Assim, em 1957, criaram uma história onde o avô de Jeff morre e sua mãe se vê forçada a vender a fazenda, já que não conseguia mais administrá-la. Como seria impossível levar Lassie para a cidade, o cão acaba ficando sob os cuidados dos novos donos da fazenda, Paul e Ruth Martin. Como o casal não tinha filhos, adotaram o menino Timmy Martin, que se torna o novo amigo de Lassie até 1964.

Em 64 temos mais uma reformulação. Os Martins também vendem a fazenda e vão morar na Austrália, que possui leis de quarentena as quais obrigam a família a deixar Lassie para traz. Cully Wilson, um velinho amigo deles e participante da série desde 1958, ficou encarregado de cuidar da collie, mas sua debilidade faz Lassie procurar ajuda no guarda florestal Corey Stuart. A partir daí ela passa a viver com Stuart e o ajuda a proteger as florestas, socorrendo animais e humanos em perigo.

Em 1968 a série sofre uma mudança radical, advinda de um receio de que seu formato estivesse desgastado. Lassie, de repente, não tem mais donos e vaga solitária pela Califórnia. Em cada episódio ela encontra um novo amigo, desenvolvendo um grande “networking” por onde passa *rs. Esse estilo de episódios durou até 1972, abrindo espaço para o último formato, onde Lassie vai morar em uma fazenda com o casal Keith e Ron Holden e vive aventuras com a garotinha Lucy Baker e seu amigo Dale Mitchell. Nessa fase a série já não alcançava mais o mesmo sucesso e, após 588 episódios e dois Emmy Awards, acabou sendo cancelada.

E depois disso….

Pouco tempo depois, entre 1973 e 75, a ABC resolve reinvestir na personagem por meio de uma série animada chamada “Lassie´s Rescue Rangers”, apresentada nas manhãs sábado dentro do programa “The Saturday Superstar Movie”, juntamente com outros desenhos animados, como “The Addams Family” e “Lost in Space”. Em 1978, Lassie reaparece no musical “The Magic of Lassie”, onde é levada de volta ao seu antigo proprietário em Colorado Springs. Por não se adaptar, ela foge e viaja vários estados norte-americanos para estar com os Mitchel novamente.

Dez anos mais tarde, entre 1989 a 1991, criou-se “The New Lassie”, que narrava as aventuras da collie vivendo com a família McCulloughs numa pequena cidade de Glenridge, Califórnia. A família era composta pelo pai, um arquiteto/desenhista, a mãe e duas crianças, Megan e Will. A série apresentava vários temas relacionados a ecologia e valores familiares. Curiosamente, os episódios traziam como tio dos garotos o personagem Steve McCullogh, interpretado por John Provost, que protagonizou Timmy Martin quando garoto na série de 1957. “The New Lassie” teve um total de 48 episódios.

Lassie ficou desaparecida até 1994, até termos o filme “Lassie”, uma aventura familiar dirigida por Daniel Petrie. Nele, a família Turner deixa a cidade e vai para Virginia tentar uma nova vida no campo. Lassie aparece no meio da viagem, após se salvar de um grande acidente no qual seu dono morre. Ao conhecer Matt Turner ela vê um novo amigo e o protege de perigos diversos.

Em 1996, temos o surgimento do Animê “Meiken Lassie”, produzido pela Nippon Animation e baseado no primeiro filme, “Lassie Come Home”. A série acabou sendo cancelada após 26 episódios, antes de completar o projeto inicial de 52 capítulos. Pouco tempo depois, a canadense Cinar Inc. criou um live-action para o Animal Planet chamado “Lassie“, contando com 52 episódios de aproximadamente 30 minutos cada. As aventuras se passavam na cidade de Hudson Falls VT, quando Karen Cabot se muda para lá e abre uma clínica veterinária. Certo dia Timmy, filho de Karen, encontra um cachorro collie e passa a chamá-lo de Lassie, que vive diversas aventuras ao lado da criança.

Em 2006 o Reino Unido produziu o remake de “Lassie Come Home” e, atualmente, Lassie faz aparições pessoais, faz marketing para uma linha de comida para cão e um show para TV de cuidados caninos, Lassie’s Pet VET, pela PBS dos Estados Unidos. Se desejar ver a lista completa de filmes para o cinema e televisão, os programas de rádio e os diversos livros escritos, acesse este link. Acreditem, tem coisa pra caramba!

Curiosidades

1) Apesar de a personagem Lassie ser fêmea, ela sempre foi interpretada por collies machos. Aparentemente, eles aparecem melhor na TV *rs. Pal se aposentou depois de aparecer nos sete filmes da MGM e nos dois episódios piloto da série. Oito gerações descendentes de Pal protagonizaram filmes e séries de TV até os anos 90. Tivemos Lassie Junior, Spook, Baby, Mire e Hey Hey na longa série de TV. Boy, filho de Hey Hey, fez The Magic of Lassie, e seu filho, The Old Man, assumiu o papel na série The New Lassie. Rudd Weatherwax, o treinador, morreu nesse período e seu filho, Robert Weatherwax, assumiu os negócios. Em 1997, a série carregava a oitava geração de descendentes de Pal no papel de Lassie, até a produção decidir substituir o cão por outro, não descendente. As reclamações dos fans fizeram Hey Hey II, da nona geração, assumir os 13 últimos episódios do show em 1999. Em 2000, a Classic Media comprou a marca registrada de Lassie da família Weatherwax, rescindindo, posteriormente, o contrato de só se utilizarem dos descendentes de Pal para interpretar o papel da cadela. O filme de 2005 já fora protagonizado por um cão fora da linhagem e, após o filme, a empresa contratou Carol Riggins para fornecer Hey Hey II. Robert contestou a utilização desse collie, alegando que Riggins estava violando seu contrato de compra ao se utilizar de seu cão para procriar e originar Hey Hey II. Em 2006, a série Lassie’s Pet Vet era protagonizada por Hey Hey II e pelo Dr. Jeff Werber, até ser substituído por Lassie 10, da décima geração, em 2008. Embora toda essa questão tenha sido apresentada pela mídia, nada foi registrado em cartório e nenhuma ação legal foi tomada contra Riggins.

2) Lassie é um dos únicos três animais a ser condecorado com uma estrela na calçada da fama de Hollywood. Os outros dois foram Rin Tin Tin e Strongheart. Em 2005, os jornal Variety nomeou Lassie um dos “100 Ícones de Todos os Tempos” – a única estrela animal a estar na lista. Lassie também foi eleita o animal mais popular do cinema. A cadela ficou com 54% dos votos, o porquinho Baby ficou com 22% e a coruja Edwiges, de Harry Potter, ficou com 11%. A pesquisa foi feita com mil espectadores com mais de 16 anos, e a eles foi dada uma lista com 10 nomes para escolher um.

3) No Brasil, Lassie estreou no final da década de 50 pela TV Tupi, onde era patrocinada pelo creme dental Kolynos. Ficou na programação da emissora até 1966, quando passou a ser exibida pela Rede Globo. Em meados da década de 70 a Globo começou a veiculá-la a cores.

Lassie e Cesar Millan

Siiimm!! Cesar Millan e Lassie têm uma história! A cadelinha aí, junto com o Rin Tin Tin, fascinou tanto Cesar quando criança que, desde aquela época, ele havia determinado que gostaria de trabalhar treinando cães para fazerem seus truques no cinema. Foi assim que decidiu se mudar para os EUA, desejando se tornar o melhor treinador do mundo. Ele só não sabia que, ao se mudar, perceberia que buscava algo mais profundo do que só ensinar comandos básicos aos cachorros. Seu foco mudou e ele passou a ajudar as pessoas a resolver os problemas de comportamento de diversos cães, restaurando o equilíbrio natural da mente canina.

Não obstante, Cesar foi surpreendido na celebração do 100º episódio de seu programa. O episódio faz um compilado dos melhores casos do show (com direito a um status atualizado de cada um deles) e reúne, em um mesmo lugar, vários convidados e celebridades. Além do corte de dois bolos (um para humanos e outro para cães), Cesar recebe a inesperada presença de nada mais, nada menos, que Lassie (ou, melhor dizendo, seu atual representante! *rs). Veja os vídeos do momento mágico:

Referências: http://www.infantv.com.br/lassie.htm ; http://en.wikipedia.org/wiki/Lassie ; http://www.tvsinopse.kinghost.net/l/lassie1.htm ; http://www.lassie.net/cesar.htm


Um comentário em “Cães Famosos – Lassie

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s