Cesar’s Tips – Impermeabilizando as patas de seu cão para o inverno

É, caro leitor!

O Cesar já escreveu diversos textos falando do verão e da melhor maneira de aproveitá-lo com seu pet. Porém, não há unzinho sequer falando do inverno. Vai ver ele não é lá muito chegado a um friozinho (que eu adoro!).

Entretanto, acho que bateu um peso básico em sua consciência e ele permitiu que algum veterinário escrevesse algo sobre o assunto, respondendo e publicando a questão de uma fã dentro da categoria “Ask the Vet”, que faz parte de seu site.

Infelizmente o texto é muito voltado aos problemas que os nossos fofinhos têm nas patas ao estarem em constante contato com a neve. Ainda que a neve não seja um ponto realmente forte no Brasil, não devemos desperdiçar nenhum texto *rs. Sempre podemos tirar boas idéias e dicas do tema trabalhado. Eu, por exemplo, achei interessantíssima a logística para os cuidados de tosa e hidratação das patas. E, querendo ou não, no Brasil pode não nevar… mas esfria bem quando dá na telha!

Pergunte ao Vet: Impermeabilizando as patas de seu cão no inverno.

“Você tem uma pomada ou um creme que recomende para proteger as almofadas das patas contra o sal e os produtos de degelo do inverno?

– Mary Bunn

 

O inverno pode ser brutal para as almofadas das patas de seu cão. Expostas aos elementos e substâncias tóxicas, as almofadas correm o risco de secar, rachar, sofrer traumas ou queimarem-se pelo frio excessivo ou pela química aplicada ao degelo. Felizmente, existem algumas dicas e produtos lá fora que podem ajudar a manter as patas do seu cão felizes e saudáveis neste inverno.

Muitas pomadas específicas estão disponíveis no mercado para ajudar a proteger as patas e até mesmo alguns produtos humanos podem fazer o truque. Pesquise! E uma vez que você encontre um produto que goste, siga esses passos:

Antes de usar a pomada, certifique-se de que a pata está “pronta”. A boa aparência é essencial para patas saudáveis no inverno. Se o seu cão tem pêlos compridos, use um cortador (um barbeador equipado com o menor protetor plástico funciona bem também) para manter o pêlo existente entre as almofadas curto e no mesmo nível delas. Corte também os pêlos em torno das patas, especialmente se eles formam franjas, e certifique-se de que nenhum dos pêlos entrará em contato com o solo. Isso ajudará a prevenir a formação de bolas de gelo entre e ao redor das almofadas, processo que pode ser doloroso e resultar em trauma. Isso também torna mais fácil a aplicação da pomada nas almofadas. É importante manter as unhas aparadas durante o ano inteiro, mas é ainda mais no inverno, pois as unhas longas forçam a pata a se abrir e isso pode trazer um maior acúmulo de gelo entre as almofadas.

Aplique uma camada fina e uniforme de pomada um pouco antes de sair para um passeio de inverno. Após a caminhada, limpe as patas do seu cão com uma toalha quente para remover a neve e os produtos de degelo. Em seguida, aplique outra camada de pomada para amenizar a irritação e para mantê-las secas. Pomadas podem ser encontradas na maioria das drogarias e lojas de animais, mas se você não conseguir achá-la, a vaselina pode ser uma alternativa aceitável.

Outra boa opção para proteger as patas do seu cão são as botas caninas. Estas botas são feitas por vários fabricantes e podem ser facilmente encontradas on-line e em lojas de animais. Elas consistem de uma meia em formato de bota com uma cinta de velcro para mantê-las fixas no lugar. Algumas têm o benefício adicional de que suas solas permitem uma tração. Estas botas protegem a pata, ajudando-as a ficarem secas e evitando a exposição ao sal e aos produtos químicos de degelo. Certifique-se de que a cinta não está muito apertada, pois a bota deve estar presa o suficiente para que o cão não escorregue e confortável o bastante para não comprimir demais a pata. Os cães tendem a não gostar de usar as botas em um primeiro momento. Para convencê-los a usá-las, coloque-as em seu cão por curtos períodos de tempo dentro de casa. Elogie-os e, gradualmente, aumente a duração à medida que forem se acostumando a elas.

Esteja ciente de que o sal e a neve podem ser tóxicos para os nossos amigos caninos. Tente manter seu cão longe de estradas e calçadas que tenham sido tratadas com muito sal e produtos químicos para degelo. Hoje já existem alguns produtos para degelo que são apropriados para o contato com animais e você pode usá-los em sua própria calçada e garagem. Incentive seus vizinhos a fazerem o mesmo.

Imediatamente após uma caminhada, lave as patas do seu cão com água morna, como descrito anteriormente, para ajudar a impedi-los de ingerir qualquer sal ou produtos que possam ter se acumulado. Enquanto estiver lá fora, não o deixe comer ou beber lama das poças próximas as estradas e calçadas que tenham sido fortemente tratadas.

Os cães são suscetíveis a queimaduras e hipotermia assim como as pessoas, então use o bom senso e pense em quão longos os seus passeios pode ser. Mantenha-os mais curtos e dê atenção aos sinais de hipotermia, como tremores, ansiedade e uma movimentação mais lenta.

O inverno pode ser duro nos pés do nosso cão, mas a boa aparência e a proteção das patas com uma pomada ou com botas ajudará a percorrer o longo caminho para manter os pés do seu cão saudáveis.

Para ler esse texto no original, acesse:  http://www.cesarsway.com/askthevet/doghealth/Winter-Proofing-Your-Dogs-Paws

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s