Estrelas Caninas – Costelinha (Doug)

Ah, fala sério! Quem assistiu jamais se esquecereu do caricato personagem Doug e seu fiel escudeiro canino Costelinha.

Agora, para quem desconhece, Doug é uma sitcom americana animada (sitcom = contração de situation comedy – como Friends) que foi criada por Jim Jinkins e produzida, primeiramente, pela Jumbo Pictures para a Nickelodeon e, posteriormente, pela Disney.

A Fase Nikelodeon (1991-1994)

Doug estreou na Nickelodeon americana em agosto de 91 e ficou até dezembro de 94, sendo considerado o primeiro Nicktoon. A animação aborda os dilemas do cotidiano de Douglas Funnie, que narra os fatos de sua vida por meio de flashbacks enquanto escreve em seu diário.

Logo no primeiro episódio, Doug se muda de Bloatsburg para Bluffington (cidades fictícias), precisando se adaptar a nova rotina e às descobertas do mundo adolescente. Para complementar, a história conta com a presença de outros personagens bastante carismáticos, como o cachorro Costelinha, os amigos Skeeter e Patti Mayonnaise e o inimigo Roger Klotz, o valentão da escola.

A maioria dos personagens tem tonalidades de pele muito esquisitas, como azul, roxo, verde e alaranjado. E, como se já não fosse o bastante, alguns episódios ainda trazem o que possivelmente seriam alguns “alter ego” da imaginação de Doug, como o super-herói “Homem Codorna”. Criado a sua imagem e semelhança, ele veste um cinto na cabeça, uma cueca por cima da calça, é auxiliado por seu amigo Mosquito Prateado (uma paródia do Surfista Prateado no corpo do Skeeter) e usa seus super poderes em histórias em quadrinhos criadas pelo protagonista.

Pela enorme habilidade de criar situações fictícias em sua mente, Doug usa a imaginação para superar seus medos, gerando respostas para as diversas confusões que se passam em sua vida. E, como em toda boa narrativa jovial, alguns episódios são focados justamente em suas tentativas de se aproximar de Patti Mayonnaise, a garota por quem é apaixonado e de quem tenta esconder seus reais sentimentos.

A Fase Disney (1996-1999)

A série foi transferida para a Walt Disney Company em 96, quando Jinkins vendeu seu estúdio de animação (Jumbo Pictures) e os direitos autorais do desenho para eles. A Disney, então, ordenou a produção de novos episódios de Doug, que rodaram de 96 a 99, primeiramente sob o título e Brand Spanking New! Doug e, mais tarde, como Disney’s Doug.

Existem várias diferenças entre a versão original e a da Disney. Além da canção tema completamente nova, Doug agora tem 12 anos e ½ (eram 11) e uma irmã mais nova, chamada Motoneta Cleópatra Funnie. Patti tem um novo corte de cabelo e um tom de pele mais escuro, Connie Benge deixou de ser gordinha e a mãe do Roger ficou rica. Praticamente todos os personagens ganharam nova roupagem e mudaram de escola. O Burger Honker fecha…. e Doug passa a ter 9 fios de cabelo, ao contrário dos 8 originais. Houve muita desaprovação em meio aos fãs com as tais mudanças, até porque o atrativo da história era a farta imaginação de Doug, que se torna mais fraca nessa segunda fase e faz com que os episódios tenham menos cenas “fantasiadas”.

Em 15 de março de 1999, a Disney estreou em seu Resort o espetáculo musical “Doug Live!”, que ficou em cartaz até 12 de maio de 2001. Tivemos, também, o primeiro filme do desenho lançado em 26 de março de 1999, antes da produção do programa de televisão acabar. Um vídeo game para Game Boy Color foi produzido em 2000, intitulado Doug Big’s Game.

Criação

Doug foi criado pelo ex-artista da Nickelodeon Jim Jinkins e produzido por sua empresa, Jumbo Pictures, em setembro de 1990. Originário de um livro não publicado, Doug’s Got a New Pair of Shoes, feito também por Jim Jinkins e pelo escritor Joe Aaron, a série teve seu protagonista baseado no afilhado de Jinkins, Doug Eckhardt, reitor de Arte Histórica na Universidade da Pensilvânia.

Na Nickelodeon o desenho teve 4 temporadas, com um total de 52 episódios. Cada episódio tinha duas histórias de 11 minutos e um intervalo comercial entre eles. Já a versão da Disney trazia uma história inteira por episódio, formando 3 temporadas e totalizando 65 episódios.

Personagens Principais

Douglas Yancey “Doug” Funnie: um jovem de 11 anos (12 e ½ na versão da Disney) muito meigo, com talento para a escrita e amor pela música. É um ávido tocador de banjo e vive compondo alguma música para seu amor, Patti Mayonnaise. Sua imaginação trabalha diversos alter egos: o já mencionado Homem – Codorna (paródia do Super-Homem), o agente secreto Smash Adams (paródia de James Bond), o explorador Race Canyon (Indiana Jones), o fora da lei Bandit Jack (Zorro), entre outros. Ele também é um dos poucos personagens animados a ser canhotos.

Costelinha: é o cachorro fofo e semi-antropomórfico de estimação do Doug. Ele parece um ser humano algumas vezes, só que não fala, e mora em uma casinha com aparência de iglu (uma tenda na versão da Disney). Joga xadrez, dança e também é um super-herói nos devaneios do dono. Essa coisinha lindinha demonstra o valor de uma amizade fiel e desinteressada, estando presente em todos os momentos da vida real e imaginária de Doug. Ele demonstra uma personalidade bastante semelhante a do Snoopy.

Mosquito “Skeeter” Valentine: é o melhor amigo de Doug. Ele é famoso em ambas as versões pelo tique nervoso vocal que exibe, o “Ho-Ho” (“honk honk” em inglês). Ele tem um irmão de dois anos, Dale, e um pseudo-relacionamento com Beebe Bluff, uma rica herdeira, cuja família deu o nome a Bluffington. Ele ajudou Doug a aprender a dançar e lhe apresentou a banda do momento, Os Beets. O pai dele tem um temperamento ruim, mas sua mãe é bondosa e calma.

Patricia “Patti” Mayonnaise: Um atleta decabelos loiros e pele meio alaranjada, com um sotaque sulista por quem Doug tem uma queda. Seus talentos físicos incluem: basquete, beisebol, ballet, boliche, levantamento de peso e o fictício Beetball. Apesar de seus talentos, ela parece ser incapaz de cozinhar, e demonstra ao longo de toda a série um certo carinho por Doug, ainda que nunca fique claro se ela realmente retribui os verdadeiros sentimentos do protagonista. Seu pai, Chad, é cadeirante, e sua mãe é falecida.

Judith Anastasia “Judy” Funnie: irmã mais velha e excêntrica de Doug. É obcecada pelas obras de William Shakespeare e deseja ser uma artista. Freqüenta uma escola de arte especial para indivíduos talentosos (Moody School for the Gifted). É bastante inteligente, mas se constrange com o que considera ser a banalidade de sua família. Ela e Doug têm suas brigas normais de irmãos, mas costumam se aliar quando são confrontados por um problema. Seu visual usual consiste em cabelo vermelho, boina púrpura, uma longa camisola roxa sem mangas, camiseta e calça preta, botas roxas (ocasionalmente sandálias) e óculos escuros. Ela é o estereótipo dos beatniks (movimento socio-cultural dos anos 50/60 que subscreveram um estilo de vida anti-materialista, na sequência da 2.ª Guerra Mundial).

Roger Klotz: rival de Doug e o primeiro valentão da série. Ele morava com a mãe em um estacionamento de trailers, mas a versão da Disney fez a família de Roger se tornar subitamente rica. Doug o usa como vilão na maioria de suas fantasias. Ele tem uma queda pela Judy, e seu gato, Fedido, é rival do Costelinha. Roger toca guitarra e é, impressionantemente, um excelente dançarino de balé. Apesar de implicar com Doug e fazer brincadeiras de mau gosto, vira e mexe acaba demonstrando ser um bom amigo.

Bud Dink: O vizinho aposentado e excêntrico de Doug. O protagonista freqüentemente pede ao Sr. Dink conselhos que, geralmente, mais atrapalham do que ajudam. A esposa do Sr. Dink também aparece com freqüência na série, sendo a contrapartida sarcástica (mas amigável) de seu marido. Na versão da Disney, ela se torna a prefeita de Bluffington.

Beebe Bluff: Faz parte da patota, mas é mais ligada a Patti! Seu pai é o homem mais rico de Bluffington e, mesmo sendo bastante esnobe, acaba ajudando bastante seus amigos. O primeiro beijo de Doug foi com ela, ainda que esta se moestre apaixonada pelo Skeeter.

No Brasil

No Brasil o programa deu uma boa passeada entre as emissoras. Primeiro tivemos o desenho na TV Cultura, entre 92 e 96 (que foi quando eu o conheci… to ficando velha u.u). Depois, foram exibições paralelas entre o SBT (97 – 2001) e a Nickelodeon (96 – 2005). A Band deu as caras em 2006, dentro do programa PicNick… tudo isso trabalhando a primeira fase. A segunda fase foi exibida no Brasil pelo Disney Channel e pelo SBT. Atualmente, a fase Nickelodeon é exibida de segunda a sexta as 11:30 e às 17:15 na TV Cultura.

 

 

Referências: http://en.wikipedia.org/wiki/Doug ; http://pt.wikipedia.org/wiki/Doug

Um comentário em “Estrelas Caninas – Costelinha (Doug)

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s